O suposto fim dos RPGs no Habbo Hotel

Escrito por :Thaiane em 05/03/2018 16:39 na categoria Aconteceu no Hotel

Presentes desde o princípio da comunidade luso-brasileira de Habbo Hotel, em 2006, os RPGs são jogos onde você assume algum papel fictício – um agente de polícia, médico, guerreiro, etc., e passa a interpretá-lo em quartos temáticos dentro de um determinado universo. Desde o incrível mundo bruxo de Harry Potter até os perigos das aldeias ninjas de Naruto, os RPGs podem lhe levar até o limite da sua própria criatividade.

Em janeiro desse ano, uma notícia oficial do Habbo pegou muitos de surpresa: a Staff havia não só reconhecido, mas também recomendado a participação dos usuários em RPGs na comunidade BR, o que até então nunca havia acontecido. Além disso, o Navegador do jogo também recebeu novidades nesse sentido, com a inclusão de um quarto de uma dessas organizações. 

 

 Bullying, racismo e mais: os RPGs por dentro

 

 

Porém, parece que a alegria durou pouco. Recentemente os funcionários da Sulake no Brasil receberam denúncias e detectaram comportamentos impróprios em muitos dos quartos e participantes de jogos do tipo. Casos de bullying, racismo, ameaças, mensagens sexuais inadequadas e até problemas mais sérios estavam ocorrendo fora do controle (visto a ausência da moderação). Alguns dos  personagens organizadores de RPGs vêm sendo banidos nos últimos dias por conta de atividades relacionadas.

Ao que se sabe, dentro destes RPGs, entre os próprios jogadores, haviam casos de players menores tendo contato com pessoas mais velhas, que se aproveitavam dessas organizações para se aproximarem e cometerem atos não permitidos pela Habbo Etiqueta. O sistema automático de moderação é incapaz de detectar esse tipo de ato através do filtro, uma vez que as palavras utilizadas são mais elaboradas e não dependem de baixo calão. São mensagens descritivas, conhecidas nos RPGs como "interpretação" em on mode.

A situação foi tamanha que há conhecimento de um suposto processo judicial introduzido pelos pais de um dos participantes contra o Habbo, que teria sofrido danos reais - do qual não podemos falar muito.

 

 Gerência proíbe os RPGs

 


Após o contato com a gerência do Hotel no Brasil, Morgana confirmou a proibição dos RPGs na comunidade até segunda ordem, uma vez que não há bem como controlar a situação. Como já dito, alguns habbos já foram banidos por causa da relação com organizações do tipo.

 


Proibir uma atividade de usuários que existe desde antes mesmo da estreia do Habbo no Brasil é certamente muito impactante para muitos dos que conheceram e jogaram o game durante anos. Diferente dos cassinos, onde podia haver fraudes e problemas do tipo, os role-playing game eram um dos maiores modos de entretenimento honesto do Hotel, que infelizmente foi afetado por pessoas mal intencionadas que se aproveitam de um ponto fraco atual do Habbo.

A situação, no entanto, nos alerta para pensarmos se a Sulake ainda continuará sendo a referência mundial em segurança online que um dia já foi. É um alarme para um policiamento mais forte, para lembrarmos que o jogo não está livre dos males da sociedade - racismo, bullying, preconceito, pedofilia, etc.

Update - 06/03/2018

A Staff se manifestou sobre a veiculação desta notícia. Entenda aqui


O que achou da notícia? Lembre-se de compartilhar sua opinião nos comentários. 


voltar
Nome: