O emblema ao longo dos anos

Escrito por ::Bizus em 13/03/2018 16:58 na categoria Pesquisas de Habbolatório

Emblemas e sua trajetória

 


O Habbo Hotel, na sua posição de jogo online, é um dos poucos games que não apresenta aos seus jogadores um objetivo claro e específico a se alcançar; não há nenhuma espécie de sistema de níveis, ranqueamento ou afins. Sendo assim, cada usuário cria seu próprio propósito ao jogar: seja ele simplesmente conversar e obter novos amigos, lucrar e entesourar um maior número de moedas, ou até mesmo acumular o maior número de emblemas.

Nos últimos anos, mudanças bruscas não só mudaram a maneira de se jogar Habbo, mas também o significado do emblema para a comunidade. Entre 2006 e 2012, quando os fã-sites oficiais ainda não existiam, todas as insígnias conquistadas por usuários eram de atividades elaboradas exclusivamente pelos antigos gerentes — entre elas destacavam-se enigmas, promoções de construção, e diversos outros eventos que marcavam pela sofisticação e notável dificuldade.

Sentia-se um gosto especial ao ganhar uma promoção: o emblema recebido seria prontamente colocado em exibição no perfil do usuário, que se glorificava pela árdua conquista. O distintivo lá estaria como um atestado de vitória, pelo desafio concluído com sucesso. A partir de 2013, tudo começou a mudar: com a volta dos gerentes às comunidades e o aumento de funções designadas a eles, os staffs foram obrigados a transmitirem a terceiros a responsabilidade de elaborar atividades que fornecem emblemas.

 

Situação atual
 


Diante da situação, entraram em cena os fã-sites oficiais, o projeto Arquitetos em Ação, e mais tarde, os jogos feitos por usuários independentes. A responsabilidade, que até então era reservada aos staffs, passou a ser de usuários específicos. As promoções que antes eram programadas mensalmente pelos antigos gerentes, passaram a ser idealizadas com mais frequência pelos fã-sites oficiais e suas atividades semanais.

Como era de se esperar, o número de atividades elaboradas e emblemas fornecidos aumentou de forma descomunal ao longo dos anos. As seis insígnias por mês, em média, que antes eram fornecidas pelos antigos gerentes, passaram a ser disponibilizadas pelos fã-sites oficiais semanalmente — sem contar com uma porção de distintivos dados através de outros projetos.

De acordo com um levantamento realizado com exclusividade pelo jornalismo da Habbid, entre 2006 e 2014 foram hospedados aproximadamente 600 emblemas no servidor do Habbo luso-brasileiro. Enquanto isso, entre 2015 e 2018, por volta de 900 distintivos foram alojados. O aumento, porém, não é exclusivo por parte da comunidade lusófona: em média, todos os hotéis apresentaram um crescimento do mesmo nível.

O resultado da popularização do emblema, agregado ao baixíssimo nível de dificuldade dos eventos feitos por alguns fã-sites e usuários, foi a completa desvalorização do distintivo por parte dos jogadores — no sentido de julgarem que a conquista de uma insígnia, ainda que rara, não mereça tanto empenho. Chegando aos dias de hoje, vê-se pessoas acostumadas a conquistarem emblemas sem esforço algum, clamando por jogos cada vez mais fáceis. O clássico "entrou, ganhou" tornou-se mais valorizado em detrimento das atividades bem elaboradas que exigem um esforço maior por parte de quem joga.

Conquistar uma insígnia atualmente tornou-se nada mais do que recebê-la para criar quantidade no inventário. Quando promotores ousam elaborar atividades sofisticadas e difíceis, são alvos dos mais nefastos adjetivos por parte de jogadores mal-acostumados pela nova tendência do momento — ganhar emblemas fáceis para mofarem em meio a centenas de outros, que jamais serão usados no perfil.


Qual sua opinião sobre tudo isso? Comente e avalie a notícia!


voltar
Nome: